segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Aprendendo com o cego de Jericó

Abaixo uma reflexão bíblica. Comentem.
Texto: Lucas 18.35-43 "Aconteceu que, ao aproximar-se ele de Jericó, estava um cego assentado à beira do caminho, pedindo esmolas. E, ouvindo o tropel da multidão que passava, perguntou o que era aquilo. Anunciaram-lhe que passava Jesus, o Nazareno. Então, ele clamou: Jesus, Filho de Davi, tem compaixão de mim! E os que iam na frente o repreendiam para que se calasse; ele, porém, cada vez gritava mais: Filho de Davi, tem misericórdia de mim! Então, parou Jesus e mandou que lho trouxessem. E, tendo ele chegado, perguntou-lhe: Que queres que eu te faça? Respondeu ele: Senhor, que eu torne a ver. Então, Jesus lhe disse: Recupera a tua vista; a tua fé te salvou. Imediatamente, tornou a ver e seguia-o glorificando a Deus. Também todo o povo, vendo isto, dava louvores a Deus." Ao ler esse texto, algumas coisas me saltaram aos olhos e desejo compartilhar com vocês. Creio que assim como falou comigo, poderá falar com você também. Percebemos claramente que o referido cego questiona o que significava toda aquela algazarra e ao saber que era Jesus, o Nazareno, ele imediatamente começa a gritar por Jesus. Tal reação significa que ele sabia quem era Jesus. Que o Senhor da cura, o Deus encarnado estava ali, próximo a ele. Ou seja, o cego não poderia perder essa oportunidade. Outro fato interessantíssimo: ao gritar, as pessoas o repreenderam. Quem o repreendeu: os seguidores de Jesus. Aqui nós vemos que muitas vezes, em diversas situações, pessoas que dizem seguir a Jesus, são as primeiras a nos desestimularem. Muitas pessoas não recebem o milagre e querem nos ver sem o milagre. No entanto, a atitude dele ao ser repreendido, mostra a sua fé: ele resolveu gritar mais alto, não se intimidou diante das circunstâncias. A pergunta de Jesus quando o cego se aproxima del, também me chamou a atenção: bom, se ele era cego e estava diante do Senhor da cura, o que mais ele queria? Ser curado. Jesus sabia disso, logicamente. Só que Jesus queria que o cego falasse, verbalizasse o que ele queria. Amados, Salomão em provérbios nos diz que uma das coisas que não voltam atrás é a palavra. Quando liberamos uma palavra alguém a pega e a usa. Por isso devemos tomar muito cuidado com o que falamos. Sempre libere palavras de bençãos sobre a sua vida, sobre sua família. Deus age mediante a palavra. No grego há duas palavras para definir ‘palavra’: LOGOS e RHEMA. Em Gênesis 1, o Senhor Deus disse: ‘haja luz, e ouve luz’. Haja luz é o logos de Deus, a Palavra liberada. Ouve luz é o Rhema de Deus, a ação do logos de Deus. Com isso, aprendemos o porque Jesus pediu par ao cego falar o que ele queira. Para que mediante a liberação da palavra houvesse um manifestar do Rhema de Deus. A resposta do cego a Jesus também nos revela algo sobre a vida dele. Quando ele responde: ‘Senhor, que eu torne a ver’, ele está nos falando que um dia ele já enxergou. Que ele não era um cego de nascença. Amados, quantas pessoas não estão dentro das Igrejas, mas já não enxergam mais. Um dia já contemplaram a Glória de Deus, e hoje já não conseguem vê-La. Precisamos, assim como aquele cego, clamar, gritar, chorar, para que voltemos a enxergar novamente. Para concluir, podemos ver o quanto o nome do Senhor é glorificado quando nos rendemos a Ele, e deixamos o Seu manifestar agir em nossas vidas. Ao ser curado, o cego começa a seguir a Jesus e a glorificar o Seu nome. E toda a multidão presente, até mesmo aqueles que mandaram aquele cego se calar, começaram a glorificar a Deus pelos Seus poderosos feitos. Que o Senhor nos conduza a cada dia. Abraços, Pr. Thiago Ferreira *imagem extraída: http://lbandeira.blogspot.com.br/2012/08/a-cura-do-cego-de-jerico-autor-adeilson.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário